Como Usar

Para não errar o modelo, Gloria Kalil ensina como usar camisa de seda - ou melhor, blusa de seda

Alô Chics! Você é a Kate Moss? Não. Você é a Giovanna Battaglia? Não. Você é a Anna Dello Russo? Não. Então não pode usar qualquer blusa de seda. Pessoas com cabelos normais, que tenham menos de 1,80m (ou seja, quase todo mundo), que não sejam extravagantemente fashionistas ou muito moças, precisam tomar muito cuidado antes de embarcar nessa onda, pois vão, ao fechar o último botão, ficar dez anos mais velhas. E pior, velhas conservadoras.

Blusas de seda estão na moda, mas é bom que se saiba que há blusas e blusas e, se você não souber distinguir a nuance, vai passar uma imagem oposta do que está pretendendo. Em vez de ser olhada como uma pessoa informada e atualizada, vai parecer sem noção e careta.

Vamos jogar um holofote nestas perigosas blusinhas para separar o céu do inferno da moda.

Pode:

1. Tecidos acetinados e brilhantes, tafetás, sedas lavadas e surradas.
2. Cores: branco, preto, xadrezes, estampados.
3. Gola padre ou camisa tipo smoking, com preguinhas na frente.

Não pode (ou melhor, cuidado!):

1. Seda lisa, sem brilho, um pouco transparente. Seda lavrada (aquelas texturizadas ou que têm uma listinha acetinada).
2. Cor: bege (a pior de todas), tons pastel.
3. Modelo chemisier clássico.
4. Laço no pescoço (a pior de todas é a bege com laço!).
5. Blusa de seda + calça jeans (toda mulher mais velha acha que se colocar um jeans com suas adoradas blusas “elegantes” vão rejuvenescer!).
6. Blusa de seda bege com acessórios bege ou marrom claro.

Olhem as fotos, vejam como estão sendo usadas por aí e depois me digam se não tenho razão!

 

Notícias Relacionadas

Compartilhe este conteúdo

Enviar por E-mail