Gloria Responde

CARNAVAL: como lidar com os bêbados alegres que aparecem aos montes nas festas deste feriado?

Todo ano tem Carnaval e com ele: calor, sol, muita alegria, muito suor e cerveja. E uma grande chance de amolações por conta de toda esta descontração. O negócio é exercitar a paciência e o bom senso, pois é quando entra em cena o alegre bêbado de festa.

Apesar do enorme grau de tolerância que o Carnaval proporciona, bêbado é chato do mesmo modo, e dá trabalho. É terror dos amigos, dos garcons, dos seguranças, dos parentes e dos motoristas de táxi.

Como lidar com eles durante estes dias de muita liberdade?

. Não adianta discutir com quem bebeu mais do que deve. Eles não raciocinam de forma lógica e ficam emocionais ou agressivos _podem chorar no seu colo, fazer declarações de amor ou sair no soco.

. Se for um amigo ou alguém próximo, tentem oferecer uma bebida num outro lugar, quem sabe na casa dele, para deixá-lo em segurança.

. Não permitam que ele dirija; se necessário, escondam as chaves do carro e enfiem o chumbado num táxi. Ele pode esbravejar, mas vai agradecer no dia seguinte.

. Se for desconhecido, saiam de perto e não tentem tirar satisfações porque ele fez um comentário besta ou desagradável. Fujam do barraco. Vai sobrar é pra vocês.

. Impossível evitar excessos de vez em quando. Mas ao sair de casa para a festa, tentem se cercar de um mínimo de segurança. Até nessas horas dá pra agir com algum juízo antes que ele evapore no copo…

Notícias Relacionadas

Compartilhe este conteúdo

Enviar por E-mail