Moda

Ellus . inverno 2014

Na trilogia 1Q84, o escritor Haruki Murakami fala sobre Sakigake, uma comunidade de trabalhadores comunistas que, nos anos 1970, se isola em montanhas ao redor de Tóquio para criar uma sociedade paralela, utópica e praticamente auto-suficiente.

Nessa realidade a coleção de inverno da Ellus se encaixa perfeitamente. Rodolfo Souza resolveu olhar para os jovens japoneses (brevemente representados também no casting de modelos) e falar de expedições a florestas escuras - bem ao estilo dark e meio sinistro que Murakami pinta no seu enredo.

(Pausa para ambiente: ocupando o salão nobre do Teatro Municipal, o desfile ganhou peso extra de sinistreza com a trilha sonora, calcada em New Order/Joy Division e cantada ao vivo pelo sensacional Coral Prisma, sob a égide do maestro Rafael Prates sobre trilha eletrônica de Nick Graham-Smith. Mil corações)

Pensando nesse momento "gueisha no trekking", Rodolfo se aplica para arrancar beleza extra do jeans bruto, sem lavagem (e, pensa bem, mais barato na produção). Mas trabalha também com uma versão embrutecida do leather denim, na série amarronzada, assim como nos darks, bem pretos.

A silhueta é interessante, retoma a versão trabalhadora do denim usado para bater no chão de fábrica, nos macacões e jardineiras. Mas depois ganha suas malemolências, com casacos amplos de pelos (ditos "ecológicos"...), mantas étnicas, calças confortáveis e saias no joelho. Isso sem contar a influência das japonesas mesmo, seus quimonos e obis.

De novo, Rodolfo vem fazendo da Ellus um ponto importante no calendário de desfiles. A comuna de Murakami, mesmo que reacionária, concordaria.

Notícias Relacionadas

Compartilhe este conteúdo

Enviar por E-mail