Moda

Individualidade é seu lema: saiba mais sobre o belga Raf Simons, ex-designer de móveis que assume a Christian Dior

Depois de muita especulação, Raf Simons finalmente foi confirmado como o novo diretor criativo da Christian Dior. O belga assume, aos 44 anos, o posto que foi de John Galliano entre 1997 e 2011.

Simons tem uma história pouco ordinária no meio. Sua carreira começou longe da moda quando, no começo da década de 1990, trabalhou como designer de móveis. Mas sempre esteve ao redor das galerias de arte e da Royal Academy da Antuérpia, uma das mais consideradas escolas de moda de atualmente. Tanto que chegou a trabalhar no showroom do estilista Walter von Beirendonck, nome lumiar daquela turma.

Seu começo como estilista veio em 1995, incentivado pela então chefe do departamento de moda da Academy, Linda Loppa. Autodidata, lançou uma marca de moda masculina com seu nome, que ganhou carga cult e durou até 2000, quando se retirou do mundo da moda para um ano sabático, por não dar conta da burocracia do business. Criador nato, só voltou a desenhar em 2001, quando retomou sua marca - e criou uma segunda linha, Raf by Raf Simons, em 2005. Sempre com uma estética minimalista, inspirada na juventude e, como ele gosta de dizer, "orgulho pela individualidade".

Em 2005, Simons foi contratado para assumir o lugar de Jil Sander na marca homônima. Por lá ficou até o inverno 2013, quando foi anunciada sua demissão - e foi aplaudido de pé, com direito a lágrimas. Na Jil Sander, trabalhando em paralelo com sua marca masculina, Simons se tornou queridinho da crítica, projetando a marca e sendo um dos principais responsáveis pelo retorno do minimalismo dos anos 1990 ao foco da moda no final dos anos 2000. Conquistou até a implacável Cathy Horyn, do New York Times, que acabou se tornando uma de suas maiores defensoras - um dos comentários icônicos da colunista foi sobre o desfile de inverno 2007, quando disse que "com 18 meses à frente da marca, o trabalho do senhor Simons foi simplesmente perfeito".

A primeira coleção de Simons para a Dior será apresentada em julho, na temporada internacional de alta-costura - aí seu talento será colocado à prova, em um desfile onde o que conta é a habilidade manual e a atenção máxima aos detalhes preciosos das roupas.

Notícias Relacionadas

Compartilhe este conteúdo

Enviar por E-mail